sexta-feira, 23 de outubro de 2015

EDUCAÇÃO, Enem: tudo que o candidato precisa saber para chegar tranquilo na prova

Amanhã e domingo, 580 mil estudantes no estado começam a participar do desafio.


Não é apenas daquela fórmula matemática complicada, daquele momento histórico decisivo ou, ainda, dos preceitos de certo movimento literário que o candidato ao Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) vai ter que lembrar para se sair bem na prova este ano.
Depois de meses de preparação e muita ansiedade, o final de semana mais esperado - e temido - para a maioria dos 7,7 milhões de candidatos a uma vaga em instituições de ensino técnico e superior no Brasil, e até no exterior, finalmente, chegou. E atenção para não colocar tudo a perder nunca é demais, não é verdade?
Amanhã e domingo, 580 mil estudantes no estado começam a participar do desafio. E se você é um deles ou conhece alguém que vai participar da seleção, o CORREIO preparou um guia com horários e regras da prova, o esquema especial de trânsito em Salvador, entre outras informações indispensáveis ao candidato. Confira.
Candidatos correm para não perder a prova na Federação, em 2014. Portões fecham ao meio-dia este ano
(Foto: Evandro Veiga/Arquivo CORREIO)
As provas de cada dia Amanhã, primeiro dia de
avaliação, serão aplicadas as provas de Ciências Humanas e Ciências da Natureza, com 45 questões para cada uma das áreas de conhecimento. 
Os candidatos terão 4h30 para responder as 90 questões. No segundo dia, os estudantes terão 5h30 para responder também 45 questões da área de Linguagens, Códigos e suas tecnologias e mais 45 referentes ao conteúdo de Matemática. Além disso, o domingo também reserva ao candidato a realização da temida Redação.
Para não zerar a redação Há quatro grupos de situações que anulam a redação de um candidato: textos que não obedecem o tema proposto ou que não respeitem a estrutura textual dissertativa-argumentativa; deixar a redação “em branco” ou com menos de sete linhas escritas, o que é considerado um “texto insuficiente”; fazer desenhos ou afirmações que desrespeitem os diretos fundamentais ou no caso de  apenas ter parte da redação relacionada ao tema sugerido.   No exame do ano passado, 529.373 candidatos tiraram nota zero na redação, o que corresponde a 8,5% dos participantes. A fuga ao tema foi o motivo que levou 217.339 candidatos a zerarem a redação, o que elimina o candidato.
Esquema especial de trânsito Nos dois dias do exame, a Superintendência de Trânsito (Transalvador) vai realizar uma operação especial de controle do tráfego e de fiscalização do estacionamento irregular nos principais locais de prova, como na Universidade Católica, na Avenida Pinto de Aguiar, no Colégio Central, que fica na Avenida Joana Angélica, no Colégio João Pedro, na Avenida Bonocô, e bairros como Federação, Barbalho, Brotas, Cabula, Liberdade e Itapuã. Por conta do Enem, eventos que necessitam de intervenções ou bloqueios do tráfego como o Ruas de Lazer, no Dique do Tororó, ou a Av. Magalhães Neto, que é fechada para ciclismo, estarão suspensos nos dois dias do exame.
Ônibus extras  De acordo com a Secretaria Municipal da Mobilidade (Semob), 785 coletivos extras serão colocados nas ruas no final de semana, por conta do Enem. Os veículos vão operar em 118 linhas distribuídas pela orla, miolo e Subúrbio, a partir das 8h. Amanhã, serão 315 ônibus a mais nas ruas. Já no domingo, quando a frota é reduzida, 470 ônibus extras vão rodar pela cidade, melhorando as condições de  chegada e saída dos locais de prova. Além da frota extra, nove veículos reservas (reguladores) serão disponibilizados nas estações da Lapa, Pirajá e  Mussurunga. Esses veículos ficarão à disposição entre as 15h e 21h e serão utilizados caso haja excesso de passageiros ou defeito em algum carro.
Cuidado com o horário de Verão Em todo o país, a prova será aplicada de acordo com o horário de Brasília, que segue o horário de Verão. Por isso, na Bahia, os portões serão abertos às 11h e fecham às 12h, sendo que as provas começam às 12h30. Uma dica é verificar se o seu relógio está ajustado com o horário local ou com o nacional - como acontece com alguns dispositivos automáticos - e evitar algum  tipo de confusão com o relógio. Vale lembrar que, após o fechamento dos portão, não adianta chorar e dar qualquer desculpa: os fiscais não vão se sensibilizar  com a sua história, em hipótese alguma.
Adventistas No caso dos candidatos que na inscrição indicaram ser adventistas, religião que guarda os sábados, o exame será realizado em um horário diferente neste primeiro dia de avaliação. Eles devem chegar ao local de realização até as 12h, assim como os outros candidatos. Lá, deverão aguardar até as 18h para iniciarem as provas. Nesse período em que aguarda o início do exame, o participante não pode se comunicar, fazer consulta ou realizar qualquer tipo de manifestação. Na Bahia, 7.698 candidatos declararam-se adventistas e vão fazer a prova em um horário especial. É o caso de Alana Souza, 20 anos, que vai prestar o exame pela segunda vez. Ela conta que o fato de ficar esperando por quatro horas antes de começar a prova acaba interferindo no rendimento. “Não é muito confortável, é muito cansativo. Passo o dia todo comendo para matar a ansiedade e quando começo a prova, já estou saturada. Isso afeta bastante no resultado”, lamentou a jovem.
O que levar É obrigatória a apresentação de um documento de identificação original válido, com foto, conforme especificado no edital disponível no site do exame: www.enem.inep.gov.br.

Documentos válidos  Pode ser carteira de identidade (RG),  passaporte, carteira de habilitação, certificado de dispensa de incorporação, carteira de trabalho, certificado de reservista, identidade funcional, identidade expedida pelo Ministério da Justiça para estrangeiros e identificação fornecida por ordens ou conselhos de classe, que, por lei, tenham validade como documento de identidade. Em caso de perda, extravio, furto ou roubo de documento, o candidato deve apresentar o Boletim de Ocorrência com data de, no máximo, 90 dias antes do primeiro dia de prova. O cartão de confirmação da inscrição não é obrigatório para a realização do exame.
Local da prova  Para obter essa informação, o candidato deve acessar a página na internet www.enem.inep.gov.br/participante. Lá, basta colocar o  CPF e a senha de acesso para fazer o login para acessar as informações.
O que causa eliminação Quem for pego usando lápis, caneta de material não transparente, livros, manuais, borracha, lapiseiras e dispositivos eletrônicos durante a prova será eliminado. Óculos escuros e artigos de chapelaria como boné, chapéu, viseira, gorro ou similares também são proibidos. Se ausentar em definitivo da sala de provas antes de duas horas do início da aplicação do exame também é caso de eliminação. Receber de qualquer membro da equipe de aplicação do exame ou de outro participante informação referente ao conteúdo das provas também torna a participação inválida.
Caneta preta Cada candidato deverá utilizar caneta esferográfica de tinta preta, fabricada em material transparente. Caneta com outra cor de tinta compromete a leitura óptica do cartão de respostas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário